Cerulean Realms

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009


Eu escrevo...

Por amor ou por nada, escrevo apenas...

Não tudo o que sinto e até mais do que sinto,

Escrevo sentimentos, escrevo sensações...

Vivo por tudo mas morreria por nada,

Não sou amante e não anseio a ninguém...

Escrevo apenas a inspiração momentânea

Que grita e logo se esconde...

Deixando a conquista de lado, escrevo tragédias...

Apenas grito em silêncio a vontade de todos,

Vazio, eu me vejo tentado a roubar sentimentos alheios.

Os pássaros cantando, o vento nas árvores,

O Sol brilhando, as crianças brincando,

Amantes aos beijos, carros passando....

O mundo inspira a poesia desajustada de mentes vazias

E eu roubo todas as sensações a minha volta...

Mas escrevo também...

Todo o vazio significativo que se expande em mim,

Os sentimentos que quando me encontram

Desfalecem tão rápido...

E além de tudo...

Escrevo sobre meus desejos e antigos sonhos,

Para que saibam que até eu

Um dia tive mais que emoções roubadas...

5 comentários:

Roberta Albano disse...

Nossa Li
*quase chorando aqui*
Muito provavelmente essa foi a melhor poesia sua que eu já li.
Está incrível
Tão intensa e tão significativa
escrever com sinceridade ajuda :P
mas olha, tá ótima!

Gabriela disse...

O que tem pra comentar? sua poesia é capaz de falar por si só!
É incrivel [e já te disse isso], como é gostoso ler os seus textos e poesias. É uma poesia marcante, intensa, pesada e verdadeira, mas escrita com tanta leveza... parece que você escolhe as palavras a dedo, tendo todo o cuidado de molda-las de forma a conseguir transmitir tudo o que quer da melhor forma possivel! as pessoas muitas vezes associam poesia a finais felizes. É um paradigma dificil de ser quebrado, mas você consegue fazer isso de uma forma tão simples, que mesmo o triste, fica bonito. Sou sua fã [assumida]! NUNCA deixe de escrever, meu diferente!
Beijooos... e muitas senções pra você! >.<

meu diferente...

Roberta Albano disse...

Selinho pra você em http://lettersalbano.blogspot.com/

manzas disse...

Descobri…
Um banco do jardim
Que me segredou
Em poesia…
Aromas que aqui
Encontrou
De paz
E de harmonia...

É bom estar aqui...

O eterno abraço…

-Manzas-

labrepolly disse...

lindo demais,triste demais...vc é bom lindinho!
Polly

 
Cerulean Realms