Cerulean Realms

sábado, 28 de março de 2009

Desilusão

Oh triste vazio

Que nas noites mais frias faz de sua companhia um berço.

Sensual imagem que em sonhos faz-me feliz

E aos dias, eternos.

Ilusão encantatória, fina, leve

Que da Terra ao Paraíso me leva em instantes de alegria.

 

Oh terno amor

Que faz de cada lembrança um suplício,

De sua falta a mais dura sensação,

Da distância a pior limitação.

 Enganadora sensação

Que por dias roubou-me a razão,

Fez das manhãs repetidas algo novo,

Das minhas tardes um tedioso tempo perdido

E nas noites me fez desejar o sono, doces sonhos de você e eu.

 

Oh amarga desilusão

Que em poucos minutos apagou tudo,

Fez das dores a única companhia,

Da solidão o único caminho,

Da esperança algo tolo,

Da vida um vazio,

De nós apenas

O nada.

Um comentário:

Roberta Albano disse...

O amor é como um jogo mesmo
e a variação do sentimento é sempre drástica

 
Cerulean Realms