Cerulean Realms

sábado, 28 de março de 2009

Desilusão

Oh triste vazio

Que nas noites mais frias faz de sua companhia um berço.

Sensual imagem que em sonhos faz-me feliz

E aos dias, eternos.

Ilusão encantatória, fina, leve

Que da Terra ao Paraíso me leva em instantes de alegria.

 

Oh terno amor

Que faz de cada lembrança um suplício,

De sua falta a mais dura sensação,

Da distância a pior limitação.

 Enganadora sensação

Que por dias roubou-me a razão,

Fez das manhãs repetidas algo novo,

Das minhas tardes um tedioso tempo perdido

E nas noites me fez desejar o sono, doces sonhos de você e eu.

 

Oh amarga desilusão

Que em poucos minutos apagou tudo,

Fez das dores a única companhia,

Da solidão o único caminho,

Da esperança algo tolo,

Da vida um vazio,

De nós apenas

O nada.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Sonhos destruídos de um Coração quebrado

Sabe, o tempo passa tão de pressa.Nós acordamos de manhã e vemos o Sol, então fechamos os olhos e quando abrimos está tudo tão escuro... é tudo tão rápido, chegamos a ficar atônitos, mas nada podemos fazer além de aproveitar um pouco desse tempo que nos resta. E o passado parece tão importante agora, o futuro se torna assustador por causa das escolhas feitas anteriormente...
Ah! O passado, aquela época em que os sonhos de criança moviam os nossos mundos, nada importava além das nossas vontades...
Lembram de quando ignorávamos o futuro porque afinal o presente era tão doce? A gente tinha tudo mas sempre queria mais...grande erro!!.
Chegamos ao auge de nossas vontades e abrimos mão de tanta coisa, demos importância paras coisas bobas e elas acabaram tão de pressa, deixaram apenas aquele gostinho de "quero mais" que nos fazia pirar...
É, nós não demos importância ao mais precioso: o tempo; tanto aquele tempo que nos fez sorrir quanto aquele que no final, nos tirou tudo...
Então simplesmente acabou, acabou?
Pessoas entram em nossas vidas dizendo ser pra sempre, e, simplesmente sumiram, outras porém, vieram do nada e vivem conosco até hoje... isso é tão lindo: amizade.
Amizade! Nossos amigos eles eram tão especiais, vieram e nos fizeram tão felizes, porém, novamente esquecemo-nos do tempo...
 Erramos outra vez! Deixamos os amigos de lado e corremos atrás de algo diferente, ah!, isso nos fez sofrer depois, mas não importava nada além do "aqui e agora".
Pela iniciativa de alguns e hesitação de outros nós seguimos o que aparecia na nossa frente...
Poderia ser tudo tão diferente, se ao invés de ficar em casa tivéssemos ido para aquele lugar e nos encontrado, juntos o final de semana inteiro: um futuro..., em vez disso saímos a noite e encontramos outras pessoas, ficamos com elas e nos esquecemos dos outros...
É tão angustiante saber que tudo mudou por nossa culpa, mas também, porque os outros não fizeram nada? Isso é questionável... Teve vezes que conhecíamos os riscos mas sempre nos achamos capazes de superar e passar por cima, uma idéia de que era possível voltar atrás...outro erro para a nossa coleção!!!
Não só perdemos o que queríamos como também o que deixamos ali guardado...
E no final quando nos vimos perdidos e sozinhos resolvemos que é hora de correr atrás do que perdemos, aí procuramos nossos antigos amigos, tentamos nos enturmar novamente, mas nada... Eles têm suas vidas, eles esqueceram o quanto éramos íntimos... Reduzimos nossos amigos a conhecidos e então apenas lembranças... Segundos antes do despertar, veremos o quanto perdemos em nossas vidas apenas por não darmos o valor justo aquilo que se fez importante, deixamos as amizades se desfazerem por nos acharmos auto-suficientes e quando não podíamos mais aguentar e as lágrimas corriam por nossa face, nos rendemos ao conforto sincero de seus ombros para logo depois deixá-los outra vez... Quando descobrirmos que isso era bom e tentarmos encontrar outra vez, veremos que não há lugar algum onde encontraremos o mesmo carinho, dado da mesma forma.... Então quando abrirmos os olhos e nos depararmos com nosso presente, nós veremos o vazio, o nada... E então o sofrimento.

 
Cerulean Realms